Consulta com cirurgião vascular: O que perguntar?

Consulta com cirurgião vascular: O que perguntar?

Uma consulta com cirurgião vascular normalmente só é buscada quando o paciente já está com diversos sintomas que estão lhe incomodando muito. Na maioria das vezes já há inchaço nas pernas e as veias estão dilatadas.

É muito importante ressaltar que a prevenção é sempre a melhor forma de cuidar não só das varizes, mas da saúde como um todo. Ao invés de buscar uma consulta com cirurgião vascular só quando o problema já se agravou, é fundamental manter o check-up vascular em dia para evitar maiores complicações.

As varizes e diversas outras doenças evoluem muito com o tempo e passam de um leve desconforto para complicações mais graves. Deixar para mais tarde a consulta com cirurgião vascular nunca é uma boa decisão.

Se você quer agendar uma consulta e aproveitar ao máximo, mas não sabe o que perguntar, não deixe de ler este artigo. Separamos algumas dicas muito importantes do que perguntar em uma consulta com cirurgião vascular, além de quando procurar e como escolher um médico especialista no tratamento das varizes e demais doenças vasculares.

Como é uma consulta com cirurgião vascular?

O cirurgião vascular é o médico que trata as varizes e todas as doenças e complicações do sistema vascular. Buscar a sua ajuda é o primeiro passo para ter um diagnóstico correto e iniciar o tratamento mais adequado para cada caso.

É muito comum o paciente ter muitas dúvidas ao agendar uma consulta, principalmente quando é a primeira vez em determinada especialidade. Como será a consulta e o que perguntar são os principais questionamentos dele.

A consulta com cirurgião vascular sempre é individualizada e varia conforme os sintomas do paciente. No entanto, existem alguns pontos que são frequentes em todas elas.

No início da consulta o cirurgião vascular sempre ouvirá o paciente com muita atenção, assimilando todas as informações que ele traz. Este é o momento em que ele formula suas hipóteses diagnósticas.

A seguir, ele fará alguns questionamentos sobre os sintomas do paciente, seu histórico familiar, exames antigos e assim por diante.

Após entender as principais queixas, o médico fará um exame físico para analisar a área afetada e a extensão do problema. Se o exame físico for insuficiente para chegar a um diagnóstico preciso, ele solicitará alguns exames de imagem.

Para finalizar a consulta e quando o diagnóstico for estabelecido, o cirurgião vascular indicará as melhores formas de aliviar os sintomas e também o melhor tratamento para cada caso.

É muito importante lembrar de levar todos os exames antigos relacionados à doença atual.

O que perguntar na consulta com cirurgião vascular?

Para aproveitar a consulta com cirurgião vascular ao máximo, é importante pensar previamente em todas as dúvidas que se tem e até mesmo anotar as perguntas a serem feitas. Em alguns casos, o próprio médico esclarecerá as dúvidas do paciente antes mesmo dele perguntar.

No entanto, se o paciente ainda estiver com alguma dúvida, seja nas causas do problema ou no tratamento, este é o momento para esclarecer. Ter as dúvidas anotadas facilita bastante.

Separamos algumas das dúvidas mais comuns dos pacientes e que devem ser esclarecidas na consulta com cirurgião vascular. São elas:

  • quais as possíveis causas da condição?
  • preciso fazer algum exame complementar?
  • preciso ter algum cuidado especial em minha rotina?
  • o que esperar do tratamento?
  • o meu problema é crônico ou temporário?
  • quais são os riscos da cirurgia?
  • como é o pós-operatório e quais os cuidados necessários?
  • quais hábitos devo incorporar no meu dia a dia?
  • quando devo voltar para a próxima consulta?

O resultado do tratamento também depende do paciente. Por isso, é fundamental tirar todas as dúvidas quanto à medicação, hábitos e cuidados a serem adotados.

Quando procurar um cirurgião vascular?

A prevenção é sempre a melhor forma de cuidar da saúde. Por isso, mais importante do que procurar um especialista quando os sintomas aparecem, é manter os exames em dia e saber quais cuidados e hábitos incorporar à sua rotina.

Ninguém melhor que o cirurgião vascular para passar estas informações. Além disso, demorar para procurar um médico reduz a chance de evitar ou prevenir o problema que está comprometendo o bom funcionamento do corpo.

É recomendado ficar muito atento aos sinais do organismo e de que a saúde vascular não está bem. Sintomas como dor nas pernas, ao caminhar e inchaço devem ser levados a sério e motivo para procurar um cirurgião vascular.

Como muitas doenças vasculares são silenciosas, o ideal é fazer o check-up vascular regularmente após os 40 anos. Dessa forma, é possível ter um diagnóstico precoce e iniciar o tratamento imediatamente.

Como escolher um cirurgião vascular?

Receber uma indicação de um especialista é sempre um bom recurso para escolher um cirurgião vascular. No entanto, agendar uma consulta sem levar em conta nenhum outro critério é arriscado.

Existem vários outros critérios que precisam ser analisados com cuidado antes de agendar uma consulta com cirurgião vascular. Verificar se ele é Membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV) é um deles.

Um especialista membro da SBACV passou por um rigoroso treinamento em cirurgia vascular, sua formação é certificada e ele está habilitado para realizar todo tipo de cirurgia vascular.

O currículo do médico também é muito importante. Nele é possível verificar todas as suas especializações e a quanto tempo ele atua.

Procurar clínicas consolidadas e a avaliação de pacientes também ajudará a escolher um cirurgião vascular.

Na Vessel Medicina Vascular contamos com uma equipe de especialistas vasculares experientes e em constante atualização, aptos a avaliarem sua saúde vascular de forma completa e utilizar os tratamentos mais avançados presentes no sul do país. Agende uma consulta agora mesmo!


Escrito por Dra. Fernanda Reis Gomes,
Formada em Medicina pela Universidade Positivo, é especialista em cirurgia geral, cirurgia vascular, com atuação também em doppler vascular e fleboestética.